Exame dos testículos previne o câncer de testículos

Importância do exame dos testículos

Assim como a mulher faz o auto exame de mamas todos os meses, os homens também devem fazer este auto exame de testículos pelo menos uma vez por mês, procurando por inchações, caroços e regiões dolorosas. Este câncer é mais comum em homens jovens e o médico deve ser imediatamente procurado. Lembre-se que quanto mais cedo se descobre o câncer, maior as chances de curá-lo!

Tumor de testículo

Os tumores são raros, mas são muito freqüentes em jovens. Geralmente, apenas um testículo é afetado. A incidência destes tumores tem aumentado nos últimos anos. Contudo, quando detectado precocemente, é um dos tipos de tumor mais facilmente curável.

Testículos

Para o auto exame dos testículos, veja esta figura esquemática dos testículos.

Os testículos são os principais órgãos sexuais masculinos. Estão localizados por baixo do pênis, em bolsas forradas de pele chamadas escroto.

Eles produzem os espermatozóides e a testosterona, que é o hormônio responsável pelas características masculinas, tais como a barba e a voz grossa.

 

 

Fatores de Risco

Algumas características podem aumentar a possibilidade de um indivíduo vir a ter um tumor. Caso verifique alguma dessas características, procure seu médico:

  • Um ou os dois não terem descido para as bolsas quando criança;
  • Ter ocorrido um caso de tumor na sua família;
  • Apresentar atrofia devido a causa secundária;
  • Apresentar lesões e traumas.

Sintomas de Tumor de Testículos

Alguns possíveis sintomas são:

  • O achado de um nódulo, geralmente duro e indolor;
  • A consistência dele estar aumentada;
  • Aumento do volume de um deles;
  • Dor em um deles;
  • Aumento do volume das glândulas mamárias ou dos mamilos;
  • Sensação de peso neles

Em sua fase inicial, um tumor em um deles poderá não produzir quaisquer sintomas. Por essa razão, é importante que se os examine regularmente para detectar alterações.

Auto-exame dos Testículos

Faça este exame todos os meses. É mais fácil examinar-se no banho devido ao relaxamento das bolsas causado pela água quente. Ensaboando as mãos, a sensibilidade dos dedos aumenta.

Técnica:

  1. Examine cada um deles com ambas as mãos. Os dedos indicador e médio devem ficar na parte inferior deles e o polegar, na parte superior.
  2. Gire cada um entre o polegar e os dedos médio e indicador. Um normalmente pode ser um pouco maior que o outro.
  3. Na parte de trás de ambos estão os epidídimos, que têm a função de amadurecer e armazenar os espermatozóides. Se estiverem endurecidos podem estar obstruídos ou inflamados.
  4. Procure por qualquer área endurecida, nódulos ou irregularidades na superfície dele. Em geral são indolores.

Se notar alguma irregularidade, consulte seu médico. Ele fará, se necessário, outros exames para determinar o diagnóstico e os próximos passos.

Exames Complementares:

Ecografia: é um exame que reproduz a imagem dele, sendo capaz de distinguir se existem nódulos, se o nódulo é sólido ou se tem líquido dentro. Um nódulo com líquido dentro não é tumor é um cisto.

Exames de sangue: alguns tumores malignos produzem substâncias, os marcadores tumorais, que podem ser detectadas no sangue.

Tomografia Computadorizada: permite verificar se ocorreram metástases para outras partes do corpo.

Diagnóstico Diferencial:

Torção: é uma dor súbita no escroto (saco, saco escrotal) acompanhada de aumento de volume do mesmo. Pode estar acompanhada de sinais locais, tais como “inchume”, aumento da temperatura e ” vermelhidão”. Sintomas gerais como náuseas, vômitos e dor abdominal podem acompanhar o quadro. Geralmente crianças e adolescentes são mais afetados. É uma emergência cirúrgica.

Orquite: é um processo inflamatório ou infeccioso envolvendo que o envolve.

Epididimite: é a inflamação ou infecção do epidídimo (órgão tubular localizado sobre cada deles).

Tratamento de um Tumor:

Cirúrgico: quando afetado é removido por via inguinal para prevenir a disseminação local do tumor. Pode-se colocar uma prótese para substituí-lo. Também pode ser feita a retirada dos gânglios abdominais em alguns casos.

Radioterapia ou quimioterapia: dependendo do tumor, após a cirurgia será usada uma ou outra.

Ressecção cirúrgica dos gânglios, se necessário.

Hoje em dia, se obtém a cura de tumores em 95% dos casos com esses métodos.

Muitos homens receiam que com apenas um não possam ter filhos. Isso não é verdade. Um só que funcione normalmente produz espermatozoides em quantidade suficiente capaz de produzir a gravidez.

As funções masculinas normais serão mantidas, incluindo a ereção, a ejaculação, a libido (desejo), assim como as características sexuais secundárias.

 

Referências:

  • Programa de Educação a Distância de Medicina Familiar e Ambulatorial – PROFAM – Entrega VII, Cap. 54, 2003, IdeoGráfica, Argentina.
  • Medicina Ambulatorial: Condutas de Atenção Primária Baseadas em Evidências, 3ª edição, Bruce B. Duncan, Artmed, 2004.
Share on Facebook0Email this to someoneShare on Google+1Tweet about this on Twitter0